nossahistoria2

Paulo Roberto nasceu em 14 de julho de 1950 em Natal – RN. Filho do Britânico Tony e da Brasileira Agracy, foi criado no Rio de Janeiro, passando também por São Paulo.

Fez EPCAR, em Barbacena, e foi da Turma Taca Fogo de 69. Cursou Administração, mas finalizou sua graduação como Engenheiro Civil pela UFF em Niterói.

Em 1976 veio passear em Porto Seguro com seu amigo Beto, descobriu a pequena vila do Arraial de Nossa Senhora D’Ajuda e se encantou... Quem disse que ele foi embora?

Conheceu alguns pescadores locais e com sua personalidade cativante fez logo muitos amigos.

Decidiu largar tudo e iniciar uma nova vida aqui. Começou a pescar com eles e logo ganhou seu apelido de Paulo Pescador, para não ser confundido com os outros três “Paulos” que também eram barbudos como ele. A partir desse momento, o Paulinho Pescador já tinha se tornado Baiano de alma e coração mas, mesmo que muito feliz com suas escolhas, ele tomava gosto também pela culinária e acalentava o sonho de ter o seu próprio restaurante.

Em 1983, conheceu a Capixaba Yonala e foi amor à primeira vista. Literalmente! Acredite, eles se conheceram e se “casaram” em 4 dias.

nossahistoria1

Com a ajuda de sua parceira, ele decidiu que era hora de começar a empreender e, nesse mesmo ano, abriram o primeiro “Só P.F. Paulo Pescador”, com apenas 4 mesas e muita vontade de cozinhar. Inicialmente a “Nala” atendia os clientes enquanto o Paulinho ficava na cozinha. Mas pouco depois ele decidiu assumir o atendimento, passando as receitas e o comando da cozinha para ela, e estava formada a parceria que daria início a esta linda história de sucesso. O Paulo ainda pescava durante o ano, mas nos períodos de alta temporada alugavam um ponto e abriam o restaurante.

Em 1985 nasceu Erica, a filha “preferida” e em 1987, Nathalia a “predileta”, ambas nativas de Arraial D’Ajuda. Em 1988, com medo de perder o marido em alto mar, Nala dá um ultimato: ou a pesca ou o restaurante. Bem, aí você já sabe! No mesmo ano eles compraram o terreno e começaram a construir, já em 1989 eles abriram o “Restaurante Só P.F. de Paulo Pescador” onde está até hoje, realizando o sonho do seu próprio negócio.

Em 2020 o Paulinho resolveu que era hora de descansar. Continua pescando, mas agora só por esporte e para curtir com os netos. Enquanto isso Yonala, Erica e Nathalia continuam perpetuando o legado da família, com muito amor, garantindo a continuidade do trabalho do Paulinho Pescador.

 

Cobramos taxa de 10%

 Voltar ao Cardápio